Atos 29 Noticias
Atos 29 Noticias
Espere para Namorar Até Quando Puder Casar
Atos 29 Noticias

Com que idade os jovens devem começar a namorar?


Sua resposta provavelmente gira em torno daquilo que você crê sobre as razões para você (ou qualquer outra pessoa) namorar, como premissas básicas. Qualquer um pode observar que o preço geralmente é alto, seja em separações esmagadoras, ou pecado sexual, ou traição chocante, ou rejeição repentina, ou mágoa devastadora. A dor de um amor que nunca levou ao altar. Então, por que muitos de nós ainda mergulhamos tão rapidamente no namoro?


Bem, em parte, porque Satanás mascara os riscos muito bem (Apocalipse 12.9). Ele molda o romance como uma qualificação para a boa vida e projeta qualquer outra coisa como vazia, solitária e sem propósito, em comparação. Ele se aproveita de nossos desejos e nos convence de que necessitamos “amar” para viver verdadeiramente, que todos os maiores prazeres e as experiências mais completas são encontrados em um relacionamento com um namorado ou namorada (ou marido ou mulher). Ele prepara desgosto desde cedo e adoça todo pecado sexual com uma cobertura bonita, mas venenosa. Satanás e sua influência no mundo e através dele, leva milhões de nós a namorar demais e cedo demais, pois ele adora o que este tipo de namoro faz em nós.


Eu tive minha primeira “namorada” na sexta série, meu primeiro beijo naquele verão (garota diferente), e depois uma nova namorada, quase todos os anos, no ensino médio. Desde muito novo eu estava procurando carinho, segurança e intimidade com meninas ao invés de com Deus. Comecei a namorar mais cedo do que a maioria, e namorei mais do que a maioria. Meus anos de adolescência foram uma longa série de relacionamentos que eram sérios demais para a nossa idade, duraram tempo demais e, portanto, terminaram dolorosamente demais. Eu disse: “Eu te amo” cedo demais, e demasiadas vezes. E o diabo assistia da primeira fileira, amando cada minuto da minha história de primeiros namoros.

Por Que Alguém Deve Namorar?


A guerra espiritual por nossos corações é real, e os riscos são altos, por isso, para começo de conversa, é fundamental nos perguntarmos por que pensamos que devemos namorar. Por que razão tive uma namorada quando tinha doze anos (e treze, e catorze e até dezoito anos)? Para muitos de nós, somente queremos ser felizes, pertencer, ser valorizados. Imaginamos que nossas necessidades mais profundas são atendidas na intimidade de estar com um jovem ou uma jovem especial. Todos queremos que nossos corações se elevem por alguém ou por algo. Parece que o romance e o mistério do casamento mantém os mais altos picos do prazer terreno e da amizade. Desejamos ser conhecidos e amados, pertencer a alguém, à história de outra pessoa. Também queremos que alguém se junte a nós na nossa. E todos queremos que nossas vidas contem para algo. Queremos contribuir com algo significativo para uma causa significativa. Queremos fazer uma diferença. Não queremos desperdiçar nossas vidas.


Muitos de nós namoramos porque estamos tentando preencher estas necessidades no amor. Se nos perguntassem, poderíamos dizer que estamos “buscando um casamento”, mas muitos de nós não estão nem sequer perto do casamento, seja em idade, ou finanças, ou maturidade, ou educação, ou estágio de vida. Na realidade, estamos em busca da felicidade, pertencer a alguém e do significado que cremos vamos encontrar num romance.

O Que Eu Faria de Maneira Diferente?


Se pudesse viver este período de novo, não namoraria no décimo ano (ou no décimo segundo, ou mesmo em meus primeiros dois anos na faculdade). Eu esperaria para namorar até que pudesse me casar. A ficha caiu para mim ao começar a entender as principais diferenças entre um namoro e o casamento. Um casal de namorados pode se sentir casado às vezes, mas um casal de namorados nunca está casado. Compreender as distinções entre estes relacionamentos nos protegerá de todos os tipos de dor e malogros ao namorarmos.


A maior recompensa de qualquer pessoa, independentemente do nosso status de relacionamento, é conhecer a Cristo e ser conhecido por ele, amá-lo e ser amado por ele. A maior recompensa no casamento é a intimidade centrada em Cristo com um cônjuge, conhecer e ser conhecido, amar e ser amado por um marido ou esposa. A maior recompensa em um namoro é a clareza centrada em Cristo sobre o casamento (ou a caminho do casamento). A intimidade romântica é mais segura no contexto do casamento, e o casamento é mais seguro no contexto da clareza. Se queremos ter e desfrutar deste tipo de intimidade centrada em Cristo, necessitamos nos casar. E se queremos nos casar, precisamos buscar clareza sobre com quem casar.

Espere para Namorar


Legalmente, pelo menos nos Estados Unidos, não podemos nos casar até os 18 anos (exceto em Nebraska e Mississippi, onde a idade é ainda mais alta; dezenove e vinte e um anos, respectivamente). Além da mera idade, no entanto, devemos explorar sérias questões sobre maturidade e estabilidade. Nosso namorado ou namorada amadureceu o suficiente para ter alguma ideia do que eles poderão ser como marido ou mulher nos próximos 50 anos? Já amadurecemos o suficiente? Um ou ambos será capaz de prover para uma família financeiramente? Sua fé em Jesus já foi testada o suficiente por provações para ter certeza de que é real?


Alguns, sem dúvida, vão odiar este conselho (tenho certeza que eu o teria feito) , mas todos nós precisamos reconhecer que podemos namorar muito antes de nos casarmos, e isso não significa que o devamos fazer. Não podemos namorar com intenção de casamento quando o casamento ainda não está no radar. Você já pode estar sonhando com o casamento (eu estava) mas, realisticamente, vocês dois conseguirão se casar em breve? Espere para namorar até quando puderem se casar. Meu conselho (aceite-o se quiser) é de esperar até que você possa racionalmente se casar com ele ou ela nos próximos dezoito meses. Isto não significa que você tenha que se casar tão rápido assim. A parte importante é que você poderia, se Deus deixasse claro que era da vontade dele e no tempo dele para você. O período de dezoito meses não está na Bíblia, portanto não devemos considerá-lo como a lei de Deus. Mas podemos testar (com o Senhor, nossos pais e amigos cristãos próximos) se isto parece sábio e seguro para nós e nosso coração.

O Que Fazer Enquanto Esperamos


Esperarmos para namorar não significa que estamos esperando sentados. A vida nunca se centra apenas, ou mesmo principalmente, sobre o amor e o casamento. Nossa vida se centra sobre Jesus agora; seu amor por nós e seus planos para nós, caso sejamos solteiros ou casados, com dezesseis ou sessenta anos. Deus tem muito mais para você do que qualquer relacionamento pode oferecer. Ele quer fazer algo espetacular através de você mesmo enquanto jovem. Ele quer usa-lo e a seus dons para mudar a vida de outras pessoas. Se for da sua vontade que você seja casado, ele quer torná-lo em uma futura esposa ou futuro marido forte e atencioso. Ele quer mostrar ao mundo onde encontrar a felicidade através da sua alegria. Não é necessário um namorado ou namorada para experimentar qualquer um dos sonhos de Deus para estes primeiros anos. Portanto, se não namorar, o que então?

1. Estabeleça um exemplo corajoso e fiel para outros.


Ninguém despreze a tua mocidade, mas sê um exemplo para os fieis na palavra, no procedimento, no amor, na fé, na pureza. (1 Timóteo 4.12) Pode ser que você ainda não possa votar, ou mesmo dirigir, mas você pode viver para comunicar algo sobre Jesus. Seu discurso, ou seja, a linguagem que usa e atitudes que tem com sua família e amigos comunica algo sobre Jesus agora. Seu comportamento, ou seja, as decisões que toma todos os dias sobre o que fará ou não, as maneiras como você se encaixa com o resto do mundo ou não, comunica ao mundo sobre seu Deus. Seu amor, ou seja, a maneira como você trata as pessoas em sua vida, comunica algo sobre como você foi amado por Deus. Sua pureza, ou seja, seu compromisso de confiar em Deus e em sua palavra, e de estimá-lo acima de qualquer prazer e experiência prematura, prega o evangelho a colegas escravizados por seus desejos.

2. Viva para servir, não para ser servido.


Servindo uns aos outros conforme o dom que cada um recebeu, como bons despenseiros da multiforme graça de Deus. Se alguém fala, fale como entregando oráculos de Deus; se alguém ministra, ministre segundo a força que Deus concede; para que em tudo Deus seja glorificado por meio de Jesus Cristo, a quem pertencem a glória e o domínio para todo o sempre. Amém. (1 Pedro 4.10–11). A maioria dos jovens é tão consumida por suas próprias necessidades e desejos que se alheiam às necessidades em torno deles. Mas você é capaz de muito mais do que participar em redes sociais, compras e jogos de videogame. Por exemplo, veja o que adolescentes realizam nas Olimpíadas, onde vemos pessoas de quinze e dezesseis anos, ganhando ouro, competindo contra os melhores do mundo.


E se você decidisse usar os dons que Deus lhe deu para fazer a diferença na vida de outra pessoa? Você poderia servir em um ministério na igreja, orientar alguém mais jovem ou perguntar sobre as necessidades de seu bairro. Você é capaz de fazer muito mais do que o mundo espera de você. Viva de tal maneira que “que em tudo Deus seja glorificado por meio de Jesus Cristo” através de você.

3. Esforce-se para se tornar o futuro cônjuge que Deus o chama a ser.


Vós, mulheres, submetei-vos a vossos maridos, como ao Senhor; porque o marido é a cabeça da mulher, como também Cristo é a cabeça da igreja, sendo ele próprio o Salvador do corpo . . . Vós, maridos, amai a vossas mulheres, como também Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela. (Efésios 5.22-25). Alguns de nós podem já nascer querendo se casar, mas nenhum de nós já nasce pronto para se casar. O chamado para amar um cônjuge é um apelo para viver a maior história já contada, ou seja que o próprio Deus veio em carne para morrer por sua noiva pecadora, a Igreja. Nossos instintos naturais não são de morrermos para nós mesmos por causa de outra pessoa, mesmo por alguém de quem gostamos muito.


Até que você esteja pronto para namorar, Deus irá prepará-lo para amar bem quando estiver, transformando-o de degrau a degrau de prontidão (2 Coríntios 3.18).

4. Atordoe a todos ao seu redor com sua alegria, enquanto espera.


Não cessamos de orar por vós, e de pedir … para que possais andar de maneira digna do Senhor, agradando-lhe em tudo, frutificando em toda boa obra, e crescendo no conhecimento de Deus, corroborados com toda a fortaleza, segundo o poder da sua glória, para toda a perseverança e longanimidade com gozo. (Colossenses 1.9-11) Não é difícil encontrar pessoas solteiras amarguradas, homens e mulheres jovens lamentando a solidão, enquanto todos os outros estão namorando alguém. É muito mais difícil encontrar jovens que baseiam sua identidade, felicidade e segurança em algum outro lugar. Surpreenda seus amigos (e todo mundo) ao se contentar em aguardar até o momento de se casar, pois você já tem tudo do que necessita em Deus.


Publicado originalmente em DesiringGod.org. Traduzido por Marq. Marshall Segal é escritor e editor-chefe do DesiringGod.org. Ele é o autor de Not Yet Married: The Pursuit of Joy in Singleness & Dating (2017) [Ainda Não Casado: A Busca pela Alegria na Solteirice e no Namoro, sem edição em português]. Ele é formado pelo Bethlehem College & Seminary. Ele e sua esposa, Faye, têm um filho e moram em Minneapolis, EUA.


fonte https://coalizaopeloevangelho.org/article/espere-para-namorar-ate-quando-puder-casar/

× Fale com Apostolo Helio?