Atos 29 Noticias
Atos 29 Noticias
Juristas cristãos apontam que Plano Nacional de Educação tem “ideologias radicais”
Atos 29 Noticias
A Associação Nacional de Juristas Evangélicos (ANAJURE) emitiu uma manifestação pública apontando críticas ao “Plano Nacional de Educação 2024-2034”. Segundo a ANAJURE, o documento se afasta da imparcialidade esperada, propondo concepções ideológicas radicais e controversas. A entidade expressou preocupação com as diretrizes do plano, destacando pontos relacionados à liberdade religiosa e à imposição de teorias de gênero nas escolas. A ANAJURE declarou que, em seu compromisso com a defesa dos direitos fundamentais, especialmente a liberdade religiosa e educacional, há preocupação com as propostas do Documento Referência para o Plano Nacional de Educação. A entidade destaca pontos que considera contrários à legislação nacional e à vontade da maioria da população. Ideologia de Gênero e Valores Morais em Questão A ANAJURE critica a tentativa de impor novas teorias, especialmente relacionadas à ideologia de gênero, aos estudantes, levantando questões sobre sua aplicabilidade no Sistema Nacional de Educação. Destaca a necessidade de uma discussão mais ampla sobre as premissas e fundamentações científicas dessas teorias, considerando os limites entre as responsabilidades de família e escola na educação moral das crianças. A entidade ressalta a base da sociedade na família, conforme reconhecido pela Constituição Federal, e destaca que a teoria de gênero contraria a primazia dos pais na educação moral dos filhos, um direito já consolidado. Liberdade Religiosa e Estado Laico A ANAJURE reforça o reconhecimento pelo Supremo Tribunal Federal (STF) de que o ensino religioso confessional nas escolas públicas é autorizado pela Constituição Federal. A entidade argumenta que a laicidade do Estado não impede a garantia do ensino religioso, pois o Estado deve assegurar a expressão de todas as confissões religiosas, tanto privadas quanto públicas. Ao abordar a distinção entre laicidade positiva e laicismo restritivo, a ANAJURE destaca que garantir o ensino religioso não viola o caráter laico do Estado, mas, ao contrário, o reforça. Além das preocupações com a ideologia de gênero e a liberdade religiosa, a ANAJURE aponta outros pontos problemáticos no Documento Referência, incluindo conselhos fiscalizadores, desqualificação de escolas privadas e críticas ideológicas ao agronegócio, entre outros. fonte https://www.gospelprime.com.br/juristas-cristaos-apontam-que-plano-nacional-de-educacao-tem-ideologias-radicais/  

Deixe um comentário

× Fale com Apostolo Helio?